17/05/2017

Góticos: Religião e Simbolismo


O gótico/darkwave é uma sub-cultura laica, ou seja, não é integrada à qualquer religião. Alguns pensam que os góticos estão diretamente ligados ao esoterismo ou anticristianismo. Embora cada indivíduo que integra-se à mesma, é livre para a escolha de crenças em qualquer tipo de deus. Porém, no gótico não se encontram pessoas dispostas a seguirem religiões que impliquem no apego a qualquer tipo de dogmas, ou seja, religiões opressoras que impedem pessoas de agirem de acordo com o que realmente pensam, regras onde propõem o que se deve vestir, ler, crer ou fazer.

Os tidos ''wannabes'' - Uma gíria entre pessoas da sub-cultura gótica, que em sua semântica refere-se a um determinado sujeito novo, curioso e, mais diretamente, que "quer 'ser'" parte da mesma - geralmente seguem à risca presunçosa e equivocada em denominarem aos outros pertencentes à ela apenas como Ateus, Wiccas, Pagãos ou satânicos, sendo estes, como mencionado inicialmente, livres de qualquer doutrina ou Sociedade Secreta.

Algum recurso de preâmbulo religioso é utilizado como temática, para músicas ou estética. Um crucifixo, por exemplo, pode, teatralmente, simbolizar a tortura (Crucio = tortura), pois a cruz foi cunhada em Roma, como instrumento para tal, antes mesmo do nascimento de Cristo.
Simbolicamente no sentido de estética não vem totalmente ligado à música, as vestes góticas vieram de acordo com a ideologia a que ele pertence.

http://lizzabathory.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Dállia Negra - 2016 | Template feito por: Adorável Design | Imagens de ícones e imagem do cabeçalho por: Jaque Design