Seres Míticos

[Seres Míticos][bleft]

Lendas

[Lendas][bsummary]

Personagens Ocultistas

[Personagens Ocultistas][twocolumns]

Cartomancia


Podemos compreender como Cartomancia a arte de prever o futuro através de cartas, sejam elas do baralho tradicional, tarô ou baralho cigano.
Indícios da existência de jogos de carta são encontrados em várias partes do mundo: no Egito, no extremo Oriente, na Índia, no continente Americano, e até mesmo na Oceania.
A referência documental mais antiga já menciona uma data posterior a passagem do primeiro milênio: um dicionário chinês, publicado no ano de 1678 cita, numa de suas passagens, que em 1120 um oficial do imperador Huei-Song ofereceu-lhe um jogo de sua própria invenção, constituído por 32 tabletes de marfim relacionados com vários temas, como o céu, a terra, o homem e a sorte.
Posteriormente as cartas apareceram na Índia onde os naipes representavam as encarnações de VISHNU (um dos principais deuses do hinduísmo). Quando os ciganos, daquele país, migraram em direção ao Ocidente levaram as cartas e a cartomancia a toda a Ásia menor e ao Norte da África.
No século XVI, as cartas já eram conhecidas em toda as nações européias, se tornando uma verdadeira paixão, à qual recorriam os Reis e os Príncipes para saber o destino de seu reino.


A cartomancia têm sido há muito considerada um domínio especial dos ciganos, um povo nômade cujo folclore está repleto de lendas sobre poderes secretos e ritos mágicos. E assim como as artes milenares que eles praticam, a origem e o modo de ser ciganos permanecem encobertos pelo mistério, emaranhados em lendas e tradições.
Crê-se que os ciganos tenham vivido originalmente na Índia. Mas em algum momento do século IX, eles começaram um lento deslocamento para o oeste. No início do século XV, grandes grupos de pessoas de pele morena, vestidas exoticamente, alegando serem peregrinos religiosos vindos de um país chamado Pequeno Egito, começaram a aparecer na Europa. Esses "egípcios", ou gypsies, como eles se tornaram conhecidos em língua inglesa, foram de início bem recebidos pelos simpáticos habitantes. Mas algumas tribos errantes logo ganharam má reputação, como pequenos ladrões e trapaceiros sem convicção religiosa.
Considerados autoridades em assuntos ocultistas, aos ciganos foram creditados com freqüência talentos sobrenaturais para além mesmo de suas próprias crenças, e muitos negociaram com avidez seus supostos poderes com habitantes locais. Normalmente, apenas algumas moedas podiam comprar o que fosse: de ervas medicinais para dores a poções do amor e afrodisíacos. Mas foi pela prática das artes da profecia - leitura das cartas do tarô ou da borra do chá, da bola de cristal ou das linhas da mão - que os ciganos se tornaram mais conhecidos.
Atualmente, a arte da Cartomancia já se expandiu, não sendo mais atribuída apenas aos ciganos, embora a sua veracidade e funcionalidade sejam ainda profundamente contestadas por grande parte da sociedade.




O Baralho


O baralho comum contém 52 cartas, divididas em quatro naipes (paus, copas, espadas e ouros) com 13 cartas cada. Estas 13 cartas são compostas de números de um (ás) a dez, e mais três figuras (valete, dama e rei), o que resulta também em 40 cartas referentes à números e 12 cartas referentes à figuras. Estes números permitem uma grande variedade de associações simbólicas de diferentes tipos.
As 52 cartas do baralho podem ser relacionadas com as 52 semanas do ano, sendo que os naipes podem, por sua vez, serem associados às 4 estações do ano: ouros como primavera, paus como verão, copas como outono e espadas como inverno.
Alguns estudiosos do tema consideram que os quatro naipes também podem ser associados aos períodos de um dia ou de uma vida, sendo atribuída a cada um deles a regência de ¼ dessas extensões do tempo. O ás de cada naipe rege a primeira semana da estação do ano a ela relacionada. O rei tem a segunda semana sob sua influência, seguida pela dama, que rege a terceira. As regências se sucedem na ordem decrescente, até o dois, que domina a última semana da estação. Os quatro naipes podem ser associados também com os quatro elementos, (fogo, água, ar e terra) aspecto crucial na cartomancia.
As cartas vermelhas são geralmente associadas às características femininas, passivas, yin; as pretas relacionam-se, em geral, às características, masculinas, ativas, yang.




O Tarô
O tarô possui 78 cartas, composto por vinte e um trunfos, um curinga e quatro conjuntos de naipes com quatorze cartas cada — dez cartas numeradas e quatro figuras (uma a mais por naipe que o baralho lusófono).
Quando usado para fins divinatórios, cada carta é denominada de arcano, palavra que significa "segredos a serem desvendados" e foi incorporada pelos ocultistas do século XIX. Os trunfos e os curingas são conhecidos como arcanos maiores e as cinquenta e seis cartas de naipe são arcanos menores.
Os significados divinatórios são derivados principal-mente da Cabala e da alquimia medieval, mas atualmente há muitas outras vertentes provenientes da Astrologia, Numerologia e outros ramos.




O Baralho Cigano


Este baralho foi elaborado pelos ciganos com base no oráculo mais conhecido e difundido no mundo: o Tarô. Supõe-se que os ciganos até chegaram a usar as 78 lâminas do Tarô, porém, sentiram a necessidade de terem um oráculo próprio e resolveram adaptar as 78 lâminas em 36, surgindo assim, o Baralho Cigano.
Provavelmente a necessidade de se ter um oráculo próprio veio da natureza dos ciganos, que só usavam o que era deles e recusavam tudo o que fosse dos "Gadjos" (não-ciganos), pois não queriam ficar presos às idéias e símbolos que não pertenciam à sua cultura e cotidiano. Sendo assim, eles transformaram os desenhos, mudaram os significados do tarô original e puderam trabalhar com um instrumento próprio.
Encontramos, basicamente, no Baralho Cigano símbolos que falam da "vida ao ar livre", própria do mesmos: a natureza, rios, árvores, animais, etc.
Faz parte da tradição cigana a prática da adivinhação pelas mulheres. Normalmente elas possuem dois tipos de cartas: uma para o uso restrito ao grupo cigano, e outro para fazer adivinhação à comunidade.Aprenda você mesma a utilizar este recurso. Não é difícil. Você irá precisar apenas de um baralho comum, do tipo usado em jogos de salão.


Adquira um baralho novo e não o use para outra finalidade que não seja a da leitura. Passe-o pela fumaça de um incenso, para limpá-lo de quaisquer energias que tenham se agregado a ele. A partir daí, guarde-o embrulhado em um lenço quando não o estiver usando. Este mesmo lenço poderá ser usado como toalha para que você o arrume na hora da leitura.


ESPADAS:

Representa ação. Gera impulsos e movimentos rápidos, impensados.
A espada corta e separa. Indica rompimento e falsas amizades. Regida pelo Sol.
Ás: Solidão. Clareza nas decisões. Determinação nas atitudes.
2: Separação de um casal, de amigos ou de sociedade comercial. Incapacidade de tomar decisões.
3: Derrota de nossos projetos. Separação. Sentimentos feridos.
4: Luta comercial, inveja, traição. Doença grave. Solidão. Repouso forçado.
5: Falsidade, delírio, loucura. Adversário. Humilhações.
6: Rivalidade amorosa e infidelidade. Busca de novos horizontes.
7: Momentos difíceis que se aproximam. Mesquinharia. Falsidade
8: Calúnias e desespero. Má notícia. Obstáculo. Inibição.
9: Perda de emprego ou prestígio. Preocupação. Ansiedade.
10: Falência e acidentes. Saúde abalada. Desilusão. Sofrimento


COPAS:

Dedicado ao amor, às amizades profundas, ao encontro. Regido pela Lua.
Ás:O amor próximo; perspectivas favoráveis; promessas amorosas e amor correspondido.
2: União, casamento, alianças duradouras. Afinidade. Amor correspondido.
3: Representa o brilho pessoal, o reconhecimento social. Nascimento. Bom resultado.
4: Apatia. Insatisfação. Desinteresse.
5: Lágrimas. Depressão e mágoa. Despedida. Relação incompleta.
6: Representa a felicidade, a alegria e o encontro esperado.
7: Ilusão. Fuga da realidade. Aventura amorosa.
8: Abandono. Projeto que não chega ao final. Despedidas.
9: Bem estar. Prazer de viver. Reconhecimento dos esforços.
10: Harmonia familiar. Tranqüilidade. Alegria. Concretização de projetos.


PAUS:

Indica instabilidade, lutas permanentes. Regido pelo Fogo.
Ás: Oportunidade de crescimento. Realização das esperanças
2: Indiferença. Apatia. Enfraquecimento numa relação.
3: Nova atividade. Empreendimentos bem sucedidos.
4: Triunfo. Segurança nos relacionamentos. Sociabilidade.
5: Autoritarismo. Competitividade. Antagonismo.
6: Sucesso e reconhecimento. Vitória. Desejo realizado.
7: Parceria ameaçada. Adversários. Concorrentes invejosos.
8: Felicidade assegurada. Novidades. Indica acontecimentos rápidos.
9: Demora. Obstinação. Medo das novidades. Prudência excessiva.
10: Opressão. Falta de perspectivas. Tensão.


OUROS:

Indica abundância e multiplicação. Ë regido pela terra.
Ás: Sucesso. Sorte. Realização.
2: Inconstância. Leviandade. Despreocupação.
3: nossa grande oportunidade, o momento certo de arriscar.
4: Obsessão em guardar dinheiro. Egoísmo. Avareza.
5: Fracasso. União por interesse. Crise.
6: Generosidade. Tolerância e compreensão. Apoio recebido.
7: Boa oportunidade. Sucesso nos negócios. Esforço recompensado.
8: Criatividade. Aprendizagem. Início de uma atividade ou relacionamento
9: Realização. Satisfação. Lucro.
10: Prosperidade. Segurança. Tranqüilidade.


FIGURAS


#Reis
Despotismo tirania - Espadas
proteção - Copas
Conquista - Paus
Realização material - Ouro


#Damas
Severidade; frieza. - Espadas
Êxito.Intuição - Copas
Realização.Liberdade. - Paus
Riqueza. Segurança - Ouro


#Valetes
Traição; ciúme; falsidade. - Espadas
Amor sincero - Copas
Sucesso.Notícia importante - Paus
Responsabilidade. Concentração nos objetivos. - Ouros


AS FIGURAS REPRESENTANDO PESSOAS


#REIS (homem)
Intelectual; egoísta; dominador. - Espadas
Generoso; sensível; sedutor. - Copas
Protetor; severo; leal. - Paus
Dinâmico; teimoso; prático. - Ouros


#DAMAS (mulher)
Inteligente; triste; fria. - Espadas
Amorosa; generosa. - Copas
Protetora; compreensiva; amorosa. - Paus
Amável, sofisticada; interesseira. - Ouros


#VALETES (pessoa jovem)
Ciumento; desonesto; fofoqueiro. - Espadas
Romântico; tímido. - Copas
Companheiro; amigo. - Paus
Organizado; sensual; ambicioso. - Ouros


As figuras são mais importantes quando aparecem. As outras cartas agravam ou amenizam o impacto das figuras


MODO DE JOGAR:
(panorama geral)


Embaralhe e coloque sobre a mesa todas as cartas fechadas.
A pessoa para quem se está jogando escolherá livremente 20 cartas, uma a uma. Apanhe as 20 escolhidas e arrume-as da seguinte forma:


1 2 3 4 5 6 19 20
7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18


As cartas continuam fechadas. Serão abertas por linhas horizontais.
A primeira linha horizontal (cartas de 1 a 6 ) representa a situação amorosa e afetiva do consulente.
As colunas 1 e 2 referem-se ao passado. As colunas 3 e 4 referem-se ao presente e as 5 e 6 mostram o futuro próximo.
A segunda linha horizontal mostra a saúde do consulente.
A última irá falar sobre as finanças, trabalho, realizações pessoais, bens materiais.
As cartas 19 e 20 falam da regência do momento, ou seja, das energias favoráveis ou desfavoráveis que comandarão o caminho do consulente nos próximos 6 meses.

Um comentário: